Pesquisadores brasileiros estão preocupados com mais uma infecção transmitida pelo Aedes Aegypti. O vírus da doença Chikungunya foi detectado em um surfista carioca de 41 anos, contaminado em uma viagem a Indonésia, em agosto de 2010, conforme publicado no jornal a Folha de São Paulo nesta quarta feira (16). Transmitido pelo mesmo mosquito que transmite a Dengue, a chikungunya apresenta sintomas semelhantes como febre alta, vômitos, vermelhidão na pele e dores musculares.

A principal diferença entre as duas doenças é que, no caso da chikungunya, o paciente enfrenta uma forte dor nas articulações que, em alguns casos, podem durar até cinco anos. Por outro lado, a letalidade da doença é baixa, já que ela não possui a versão hemorrágica como a Dengue.


A incidência maior do vírus ocorre na África e na Ásia, mas o Brasil já se prepara para a incidência de novos casos no país. Para analisar melhor a situação, o tema será abordado durante o Congresso Brasileiro de Medicina Tropical, que acontece entre os dias 23 e 26 de março, em Natal, Rio Grande do Norte.