como_funciona_a_suspensão_do_carro

A falta de manutenção nos amortecedores pode prejudicar a estabilidade dos veículos. Saiba identificar sinais de desgastes dos itens.

Você sabe calcular o final da vida útil dos amortecedores de seu veículo? Itens de primeira importância, seu desgaste pode gerar diversas mudanças no comportamento do carro. Como eles são responsáveis por diminuir impactos nas carrocerias e manter os pneus em contato com o solo, requerem permanente atenção. Rodar com peças defeituosas pode, além de comprometer a estabilidade do veículo em curvas, gera gastos maiores que o previsto aos consumidores na hora de fazer a manutenção.

amortecedoresEncarar o sobe e desce diário em terrenos irregulares não é fácil para o carro. Passar por lombadas, depressões e buracos faz com que os amortecedores apresentem muitas vezes, um desgaste prematuro e fadiga em todos os componentes. “A partir dos 40 mil quilômetros rodados. É recomendado fazer a revisão a cada 10 mil seguintes em uma oficina de confiança para avaliar o estado dos amortecedores”, afirma o supervisor de fabricante de auto peças Nakata, Jair Silva.

O próprio motorista deve observar alterações no comportamento do veículo. Segundo Silva, os principais sinais de desgaste são a dificuldade de se controlar o veículo em curvas, balanços excessivos nas arrancadas, freadas e quebra-molas; desgastes dos pneus, barulho e ainda vazamento do fluido. “São indícios que apontam que está na hora da troca de amortecedores”, ressalta. Ele lembra que, ao trocar, o motorista deve optar por peças novas, assim é possível manter as características do veículo e garantir segurança e eficiência.

amortecedore_ de_tubo_duplo“Os amortecedores recondicionados não oferecem o mesmo desempenho porque na maiorias das vezes, é feita apenas a troca do fluído e, para escoar o líquido, é efetuado um furo no corpo do amortecedor”, alerta. Com este procedimento, Silva explica que toda a partícula gerada pela broca que realiza o furo vão para o interior da peça, e em pouquíssimo tempo de uso todos os componentes internos, que já estavam com a vida útil comprometida, terão os desgaste acelerado por essas partículas.

“Em outros casos, os ‘recondicionadores’ abrem a peça, mas não fazem a substituição de componentes como selo de vedação, pistão e tubo, que também sofrem desgastes com o tempo de uso”, conclui.

 

 

 Vídeos relacionados