Saúde

Exames de Rotina – Ginecologista

Exames de Rotina.   

01- Com quantos anos a mulher precisa começar a fazer Papanicolau e com que periodicidade?

Segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde – o exame deve ser feito anualmente para as mulheres que já têm vida sexual e acima de 21 anos para aquelas que não têm. Após três exames consecutivos normais, pode ser espaçado a cada 3 anos.

02- Com quantos anos a mulher precisa fazer mamografia? E ultra-sonografia mamária?

A Sociedade de Mastologia preconiza rastreamento mamográfico anual a partir dos 40 anos, e 35 para o grupo de risco (familiares com câncer de mama). A ultrassonografia mamária ajuda a complementar o diagnóstico mamográfico.

03- Quais os cuidados que se deve ter antes da colocação de prótese mamária?

Fazer mamografia e ultrassonografia mamária para detectar alterações já existentes. Escolher um bom profissional e procurar colocar as próteses atrás dos músculos para não atrapalhar os exames posteriores.

 04- Que exame a mulher precisa fazer para saber se está com alguma doença sexualmente transmissível?

Além das consultas periódicas ao ginecologista (pelo menos uma por ano), que ajudam muito no diagnostico e no sucesso do tratamento de diversas doenças sexualmente transmissíveis, existem alguns exames específicos que podem ser pedidos pelo medico em caso de suspeita de contágio; são eles: sorologias para HIV, Hepatites B e C, VDRL para Sífilis, exame de secreção vaginal na pesquisa de Gonococos e Clamídia, citologia oncótica (exame de Papanicolau) vulvoscopia e colposcopia para diagnóstico de HPV.

05- No que consiste o exame pré-nupcial?

Primeiro são realizado exames ginecológicos e urológicos, exames laboratoriais, vacinas para rubéola e hepatite B. Depois é feita uma orientação dos métodos anticoncepcionais e, por último, o aconselhamento genético, principalmente se o casal tem algum grau de parentesco.

06- E antes de engravidar, o que é necessário?

Basicamente os mesmo do pré-nupcial, dando ênfase à prevenção das possíveis doenças (diabetes, hipertensão) e alterações útero – ovarianas; convém administrar ácido fólico para prevenir má formação do embrião.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *