Mulheres querem mesmo é saber dos charmosos

Gerard Butler

Certamente é muito tênue a linha que separa beleza e charme. Porém uma coisa é muito diferente da outra e nem sempre andam juntas. Quando se fala em homem bonito, logo vem à cabeça beldades como David Beckham e Rodrigo Hilbert. Mas o que seria do bonito sem o charme de homens como Wagner Moura e Johnny Depp?
Se tivermos que escolher entre beleza e charme, não haveria dúvida, o charme é soberano. É ele que dá todo o encanto a um homem nota 7. Se os homens que leem esta matéria não entendem porque aquela sua amiga gostosa sai com aquele cara sem sal, a resposta, muito provavelmente, será apenas uma, o charme!

Javier Bardem
Johnny Depp
Wagner Moura

Já Débora Carvalho afirma que um homem bonito é apenas um homem bonito, não necessariamente é atraente. Ele serve para nós olharmos, acharmos belo e pronto. “Agora, homem charmoso, esse não precisa ser bonito. A gente olha para ele e sente um algo a mais, algo que atrai. O charme é algo que vem da alma, aparece no brilho dos olhos, no sorriso, no jeito de se vestir, falar e gesticular. Homem charmoso pode até ser feio – aí seu charme fica irresistível!”, diz Débora.
Para Stephany Muzi, de 21 anos, existem diversos tipos de homens bonitos. Ela cita os morenos de olhos verdes, os loiros de olhos azuis, os fortes, os magros etc.. Stephany diz que eles são bonitos pelo que aparentam, pelas roupas que vestem. “Já os homens charmosos são bem diferentes, são espontaneamente charmosos, não tem uma explicação”, conclui.
Há quem diga que os charmosos nasceram assim, não adianta forçar. “É uma coisa que não se conquista, ou é ou não é, diferente da beleza que pode ou não ser natural”, acredita Stephany. Outro destaque dos charmosos é a maneira de andar, de se vestir, conversar, se comportar e tratar as pessoas.
“Agora, homem charmoso pode ter narigão, um pouco de espinha, mas se veste muito bem (dentro do estilo), e se comporta de uma maneira diferenciada, notável no olhar, sorriso, postura corporal e linguajar”, afirma Débora.

Por:  Celso Serafim/http://www.gruposerafim.com.br/?p=8010&preview=true 2011/Quando o charme supera a beleza