Agrofloresta

Compartilhe se gostou !

Entenda como funciona essa alternativa sustentável de 

A agricultura familiar pode ser entendida como a ação de pequenos proprietários rurais que cultivam a terra e trabalham juntos com a própria família para produzirem artigos necessários para a subsistência. Visto como uma forma de aperfeiçoamento dessa produção, surgiu o conceito da agrofloresta – um sistema que integra de maneira sustentável o plantio, o ecossistema e o ser humano, ou seja, uma forma de produzir na medida certa, mas sem agredir o meio ambiente.

Na teoria, a agrofloresta é a harmonização da agricultura com a terra, garantindo a biodiversidade e a proteção do solo contra a ação da chuva, da insolação e da perda de nutrientes – que é natural após o cultivo do mesmo produto, durante um certo período de tempo.

Já, a aplicação prática da agrofloresta se resume ao plantio de diferentes tipos de plantas, formando um ambiente autodinâmico e produtivo, semelhante aos ecossistemas encontrados na natureza. Conseqüentemente, a ação do homem e mínima, atuando apenas na manutenção desse pequeno bioma que foi criado.

O sucesso da agrofloresta, resultando no desenvolvimento e florescimento das plantas, vai depender da escolha e da distribuição correta das espécies. Portanto, o ideal é ter o acompanhamento de um profissional da área durante todo o processo de nivelamento e preparação do terreno, seleção das sementes, mudas e plantio.

Agrofloresta em etapas

Para implantar esse sistema de forma correta, garantindo o desenvolvimento completo de todas as plantas, é necessário cumprir algumas etapas.

Limpeza, nivelamento e preparação do terreno

Adubação da terra com material orgânico

Escolha das mudas e sementes

Distribuição planejada das espécies pelo terreno

Plantio e manutenção constante (regar, adubar, podar e controle de fungos e pragas)

O essencial é manter o ciclo desse ecossistema em funcionamento, substituindo as espécies de forma inteligente e mantendo a auto- sustentabilidade.

Mix Certeiro

Para alcançar a biodiversidade esperada em uma agrofloresta, algumas categorias de plantas precisam compor o núcleo que foi criado.

Espécies Agrícolas – alface, beterraba, feijão, mandioca, milho

Espécies biopesticidas – arruda, fumo, neem

Espécies florestais – aroeira, jatobá, marolo, pau-brasil

Espécies forrageiras – amendoim-forrageiro, capim gordura, capim-napie

Espécies frutíferas – bananeiras, cajueiro,goiabeira, mangueira

Plantas de cobertura – feijão-de-porco, mucuna-preta, mucuna-rajada

Plantas medicinais – erva-cidreira, guaco, hortelã, melissa, sálvia

Plantas ornamentais – copo-de-leite, hortênsia, orquídea

 

 

 

 

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *