Conheça 10 animais que praticam a homossexualidade

Conheça 10 animais que praticam a homossexualidade

Compartilhe se gostou !

Os animais que praticam a homossexualidade é bastante comum na natureza, e não é restrito a mamíferos; aves e insetos também o apresentam.

 Alguns animais realmente formam casais homossexuais que passam juntos a vida toda, chegando a criar filhotes às vezes doados por casais heterossexuais, às vezes resultado de uma “escapada” de uma das fêmeas.

Veja apenas alguns exemplos de animais que praticam a homossexualidade:

 

10. Carneiros

Carneiros

A contagem de carneiros homossexuais vem tirando o sono de muitos cientistas. Um estudo mostrou que a proporção de carneiros machos que formaram pares com outros machos e nunca mais tiveram contatos com fêmeas chega a 8%. 

 

 

 

9. Albatrozes de Laysan

albatrozesEm 2007, cientistas que estavam estudando os albatrozes de laysan de Oahu notaram que 60% das aves eram fêmeas, e que 31% de todos os pares eram de fêmeas lésbicas. Estes pares de pássaros fêmeas exibem todo o comportamento de um casal, fazem ninhos, dão “beijo de bico”, e uma variedade de outras atitudes reprodutivas.

Os albatrozes de laysan são normalmente bastante defensivos quando percebem invasores, o que indica que a aceitação de outra fêmea é uma formação de casal verdadeira. Os pares de mesmo sexo podem durar tanto quanto tempo quanto os pares tradicionais – em um caso observado, chegou a 19 anos. Na Nova Zelândia, um par do mesmo sexo de albatrozes reais, que são maiores, foi visto cuidando de um ninho, o que sugere que este comportamento é comum.

 

 

 

 

8. Golfinhos nariz-de-garrafa

golfinho_nariz_de_gargantaEm termos de inteligência, os golfinhos estão entre a nata dos animais. Em capacidades cognitivas e sociais, eles são comparáveis aos chipanzés e humanos. Dentro das sociedades dos golfinhos também existe grande diversidade, e numerosas relações do mesmo sexo já foram identificadas.

Em um caso inacreditável, um par de golfinhos gays mantiveram um relacionamento por 17 anos, e pesquisadores identificaram um bando inteiro de golfinhos composto apenas de machos. Ficou claro que os relacionamentos entre os golfinhos são fortes, não importando a orientação sexual dos mamíferos marinhos envolvidos. Também foram identificados golfinhos bissexuais, que mantinham contatos apaixonados com membros do mesmo sexo e do sexo oposto.

 

7. Bonobos

 

PAN PANISCUS

Bonobos, que são também conhecidos como chimpanzés-pigmeu, estão entre os animais mais inteligentes do mundo e também são um dos nossos “parentes” mais próximos. Eles vivem em sociedade matriarcal e são altamente sociais e mais tranquilos do que os violentos chimpanzés. Além disso, o comportamento bissexual na espécie é bastante comum. Cerca de 60% de todas as atividades sexuais entre bonobos ocorrem entre duas ou mais fêmeas. Infelizmente, essa incrível espécie corre risco de extinção e depende de máximo esforço para se manter na natureza. 

 

6. Galo-da-serra peruano

 

Galo_da_Serra

O galo-da-serra é um animal lindo e espetacular, com uma cor laranja brilhante e uma enorme crista que chama a atenção. É também uma das espécies com maior incidência de relações homossexuais, chegando a até 40% dos machos – algo que não parece acontecer entre as fêmeas, neste caso

 

5. Leões africanos

 

leoes-africanos

Sim, entre os leões, símbolos de virilidade, força e dominação, também foram observados diversos casos de homossexualismo. Uma certa porcentagem de leões abandonam suas fêmeas para formarem suas próprias reuniões do mesmo sexo. E como os leões são um dos animais com maior impulso sexual entre os felinos, é provável que seus encontros sejam mais do que apenas interações inocentes. 

 

4. Aves aquáticas e pinguins

 

PinguinsO comportamento homossexual já foi documentado na natureza entre cisnes negros australianos, que às vezes formam trios, envolvendo dois machos que estabelecem um local para nidificar. Incrivelmente, os arranjos que envolvem dois machos acabam tendo mais sucesso na criação de filhotes, devido a sua efetividade em defender o local do ninho de predadores.

Ainda falando de aves, dois pinguins machos viraram manchete depois de formarem um casal em um zoológico, e receberem um ovo que acabaram criando com sucesso. Antes de receberem seu próprio ovo, o casal de pinguins gays tentou roubar ovos de casais de pinguins heterossexuais.

Os ornitologistas que estudam o fenômeno notam que, em geral, pares de aves machos se formam entre espécies canoras mais promíscuas, enquanto pares de fêmeas se formam em espécies monógamas. Apesar deste comportamento ser normal em algumas espécies, a pesquisa científica indica que um aumento nas taxas de casais do mesmo sexo entre os íbis sul-americanos pode ser o resultado de intoxicação por mercúrio, resultante de minerações, que estaria alterando seus hormônios sexuais.

 

3. Gaivotas ocidentais

 

Pinguins

 

As gaivotas ocidentais se parecem com os albatrozes de laysan, mas são mais aparentados com os papagaios do mar. A evolução convergente deu a elas uma semelhança com os enormes albatrozes, e também um sistema de procriação semelhante, novamente envolvendo duas fêmeas.

Expedições científicas realizadas às Ilhas do Canal da Califórnia (EUA) revelaram que não menos de que 14% dos casais de gaivotas eram de fêmeas. A diversidade nas colônias foi notada primeiro quando alguns ninhos foram encontrados com quantidades maiores de ovos. E alguns ovos estavam até fertilizados, devido a algumas “escapadas” com gaivotas macho.

 

 

 

2. Girafas

 

Girafa

O escritor e biólogo americano John Alcock, especialista em comportamento animal da Universidade do Estado do Arizona mostra que, em comunidades de girafas de maioria masculina, as fêmeas disponíveis podem ser ignoradas pelos machos. Na verdade, o comportamento homossexual entre girafas macho pode ser, em algumas comunidades, até mais comum que o comportamento heterossexual. 

 

 

1.  Libélulas

libélula

Insetos também podem ser gays. Na verdade, há uma extensa lista de insetos que já tiveram relações homossexuais observadas. Entre as libélulas, investigações revelam que há provavelmente uma frequência bastante alta de encontros entre libélulas do mesmo sexo, podendo ficar entre 20 e 80% entre os machos

 

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *