Tecnologia

Design das árvores inspira método de captação solar

arvore_artificial

Cientista não tem idade – basta ter muita curiosidade, estudar bastante e ser um bom observador. Aidan Dwyer, um estudante norte-americano de 13 anos, tem essas qualidades e, graças a elas, conseguiu produzir energia solar de um jeito diferente: a partir da sequência de Fibonacci. “A sequência de Fibonacci se caracteriza pelo início no número 0 e, a cada número subsequente, faz-se a soma dos dois números anteriores. Por exemplo, 0-1-1-2-3-5-8-13-21…”, explica matéria publicada no portal Terra. O governo dos Estados Unidos e várias empresas já estão interessados no invento de Aidan.

 

O que o garoto criou foi uma árvore em PVC em que as folhas e os galhos são pequenos painéis solares que respeitam a sequência Fibonacci. Aidan contou ao site Huffington Post que ficou fascinado quando percebeu, durante uma caminhada pelas montanhas de Catskills, nos Estados Unidos, que a organização das folhas e dos galhos nas árvores obedecia à Fibonacci. “Eu sabia que aqueles galhos e folhas coletavam a luz do sol para fotossíntese, então meu próximo experimento iria investigar se a sequência de Fibonacci ajudaria”, disse o estudante.

 

Então Aidan comparou a coleta de luz solar em sua árvore de Fibonacci com a de um painel plano, comum. Resultado: a imitação da natureza se mostrou mais eficaz. Além disso, a árvore ocupa menos espaço físico que um painel plano e aumenta a coleta de luz solar durante o inverno.

 

Aidan está de parabéns! Mas e onde está o reconhecimento para Aquele que inventou a sequência Fibonacci e as árvores de verdade? Depois dizem que o design inteligente é não existente e que não pode inspirar a ciência… A verdade é que já faz algum tempo que o ser humano gasta muito dinheiro e emprega muita inteligência para imitar o design inteligente que, para alguns, não existe na natureza.

 

Esse design inteligente existe, sim, e pode ser também chamado de “digitais do Criador”.

Fonte: digitais do criador

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *