Curiosidades

Diferenças entre Religião e Espiritualidade de origem cristã

Sendo um assunto já muito freqüente nos livros e na Internet, uma outra revisão do mesmo pode apontar novos ângulos pelos quais iluminar melhor este tema tão importante e decisivo.

 Não será preciso uma pesquisa muito cansativa para descobrir que, atualmente, muita gente está preocupada com a demorada e perigosa confusão entre religião e espiritualidade

 A lista abaixo é de origem Cristã

  1. A espiritualidade é quase sempre diferente do que a maioria pensa, devido às muitas interpretações que as religiões fazem dela. A religião é quase sempre igual ao que todo mundo pensa, não apenas devido à maior divulgação desta última, como à tendência das religiões de escolher um único modo de viver a espiritualidade.
  2. A religião é para aqueles que necessitam que alguém lhes diga o que fazer, ou que precisam ser guiados. A espiritualidade é para os que prestam atenção à voz do seu Senhor e O seguem.
  3. A religião tem um conjunto de regras dogmáticas e as quer impor. A espiritualidade o convida racionalmente a raciocinar sobre tudo e a descobrir que os dogmas são a única possibilidade de consertar o problemático coração humano e fazê-lo voltar a cumprir a vontade de Deus.
  4. A religião o ameaça e o amedronta, em seu estado “bruto”. A espiritualidade lhe transforma ao ponto de dar-lhe um estado interior elevado, capaz de entender o recurso didático do medo.
  5. A religião fala em pecado e culpa. A espiritualidade lhe diz: “aprenda com seus erros para não cometê-los de novo, porque neste mundo de tentação tudo é aprendizado”…
  6. A religião descreve e aponta. A espiritualidade imagina e descobre.
  7. A religião não indaga nem questiona, dada a humildade do praticante. A espiritualidade questiona tudo, enquanto o praticante não alcançou a humildade.
  8. A religião lhe procura para que você venha a morar no lar dos bem-aventurados que nela acreditam. A espiritualidade, você tem que procurá-la para que um dia, mais adiante, você possa acreditar nela e então ter na religião o seu lar.
  9. A religião segue preceitos de um código de conduta que organiza os seus seguidores, como única fórmula de se manter um grupo unido aos ideais de seu fundador. O código geralmente é extraído de um único livro sagrado. A espiritualidade busca a voz e a vontade de Deus encontrada em todos os livros, após a devida maturidade para identificá-la.
  10. A religião é humana, e por isso é uma organização que precisa de muitas regras. A espiritualidade é Divina, e só precisa de uma única regra: se adequar à vontade de Deus.
  11. A religião é causa de divisões, porque cada liderança religiosa julga estar fazendo o que é certo, e as outras o errado. A espiritualidade é causa de União, porque todos os seus membros buscam fazer apenas a vontade do líder maior, Deus.
  12. A religião reprime tudo, porque vê o perigo da falsidade e da maldade, e tem cuidado com os seus. A espiritualidade transcende tudo, porque já ultrapassou a imaturidade humana e já está sob cuidado de uma consciência orientada por Deus.
  13. A religião não é Deus, mas tem a utilidade de apontá-lo à descrença humana. A espiritualidade é divina e por isso serve àqueles que já descobriram Deus e podem espiritualizar sua religião.
  14. A religião vê profunda utilidade no medo, como recurso para apontar o perigo. A espiritualidade vê profunda utilidade na Fé que vence o medo, dando confiança para ultrapassar bem os perigos.
  15. A religião restaura o pensamento. A espiritualidade restaura a consciência.
  16. A religião sonha com a glória e com o paraíso, e com eles nos faz sonhar. A espiritualidade nos faz viver a glória e o paraíso aqui e agora, e com eles nos faz úteis ao próximo.
  17. A religião vive no passado e no futuro. A espiritualidade vive no presente.
  18. A religião se ocupa com fazer. A espiritualidade se ocupa com Ser.
  19. A religião pode alimentar o ego, quando ela também sofre de egolatria. A espiritualidade nos faz diminuir e até anular o ego, quando bem orientada por um encontro verdadeiro com Deus.
  20. A religião nos faz renunciar ao mundo. A espiritualidade nos faz viver para Deus, usando os recursos do mundo para ajudar outras pessoas a encontrá-LO.
  21. A religião é culto e devoção. A espiritualidade é oração e adoração.
  22. A religião restaura e direciona nossa memória. A espiritualidade restaura e direciona nossa imaginação.
  23. A religião crê e prepara para a vida eterna. A espiritualidade nos faz consciente e a serviço da vida eterna.
  24. A religião promete para depois da morte. A espiritualidade encontra Deus durante a vida e antecipa a promessa em nosso interior.
  25. A religião pode abrigar todos os males da tirania humana e do cerceamento da liberdade. A espiritualidade pode converter tiranos e devolver a liberdade para ele e seus seguidores.

 

 

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *